FRENTE BRASIL POPULAR > Imprensa > Destaques > Nota Pública da Frente Brasil Popular

Nota Pública da Frente Brasil Popular

A Frente Brasil Popular, reunida na sua II Conferencia Nacional, vem a público para manifestar repúdio a mais uma tentativa golpista na América Latina

A Frente Brasil Popular, reunida na sua II Conferencia Nacional, vem a público para manifestar repúdio a mais uma tentativa golpista na América Latina, desta vez contra o povo hondurenho, através de fraude nos resultados das eleições presidenciais realizadas no ultimo dia 26 de Novembro.

Denunciamos que o processo eleitoral de Honduras contou com uma série de irregularidades que culminaram na fraude contra Salvador Nasralla, o candidato opositor ao atual governo de Juan Orlando Hernández (JOH), que tenta reeleger-se para dar continuidade ao programa golpista e entreguista que domina o país desde o Golpe de Estado realizado em 2009. A tentativa golpista ficou evidente na divulgação dos votos pelo TSE (Tribunal Supremo Eleitoral), que frente à possível vitória do candidato da oposição - com cinco pontos a frente de JOH - anuncia uma suposta pane no sistema e ao retornar declara a reversão do resultado, com JOH na frente por uma diferença de 1% dos votos.

Solidarizamo-nos com o povo hondurenho, que tem realizado centenas de manifestações populares por todo o país, com milhares de pessoas nas ruas contra o Golpe, pela recontagem dos votos e pela renúncia do atual governo de Juan Orlando Hernández (JOH).

Repudiamos a brutal ofensiva repressiva que já deixa dezenas de mortos, feridos e presos, vítimas da violência de Estado contra o direito de manifestação do povo deste país.

Entendemos que a tentativa golpista em Honduras não é um fato isolado, se insere no atual contexto de ofensiva das forças do imperialismo e da direita que buscam uma saída neoliberal para a crise recuperando sua hegemonia na América Latina. Uma das marcas dessa ofensiva é a aplicação de novos tipos de Golpes de Estado concretizados em Honduras em 2009, no Paraguai em 2012 e no Brasil em 2016, que atacam não somente a democracia, mas também a soberania e autodeterminação de nossos povos em definir seu destino.

Devemos estar atentos e atentas a toda e qualquer tentativa de golpe e desestabilização de governos eleitos democraticamente, como a que assistimos agora em Honduras, mas também contra os governos progressistas que resistem na região, como na Venezuela, na Bolívia e no Equador.

Quanto mais o Imperialismo avança, mais ganha relevância a luta pela soberania nacional, pela democracia popular, pelo internacionalismo e a solidariedade entre os povos. Portanto, as organizações da Frente Brasil Popular, que resistem à ofensiva Golpista no Brasil e lutam por um projeto popular para o país, convocam todo o povo brasileiro a se solidarizar com a povo hondurenho no próximo dia 14 de Dezembro de 2018, em frente a Embaixada de Honduras, em Brasília-DF.